Férias... com a sobrinha e mais (Parte 2)


Click to Download this video!


Continuando...

Fiquei com um sorriso no rosto e ela me questionou o motivo, respondi:

- Como você consegue pensar que não tem “condições” de tirar a razão de um homem mais velho, não é sua tia Nena que fala que todo homem é safado? Então, basta ser mulher e usar suas armas para “derrubar” aos mais exigentes admiradores do sexo feminino. Não estou falando em seios grandes, corpo escultural e etc, estou falando em autoconfiança, cuidados “básicos” com aparência e charme. Nem preciso dizer que você tem tudo isso, né?!

Ela riu e me abraçou, me deu um beijo no rosto e disse que ia dormir.

Na quinta feira eu e minha esposa acordamos e minha esposa foi preparar o café eu fui dar um bom dia pra Ju. Abri a porta do quarto e ela estava dormindo com uma regata e um shorts, devido a regata, um seio estava completamente para fora e era possível ver a polpa da bundinha dela.... pronto, fiquei de pau duro e saí do quarto antes que ela acordasse.

Fui a procura da minha esposa na cozinha e não consegui esconder minha excitação, ao me ver a minha esposa sorriu e falou:
- Safado! Vir atrás de mim de pau duro a muita sacanagem!
Respondi:
- Safada é você que fica me provocando com essa camisola toda curtinha...
Nos beijamos e minha esposa tirou meu pau pra fora do caução e começou a acariciar, nunca tínhamos chego nesse ponto na cozinha, já havíamos trepado na sala, no quarto e no escritório. Tirei sua camisola e sentei ela no balcão e chupei sua buceta até ficar bem babada, coloquei ela em pé e por trás começamos a fuder feito dois desesperados. De repente minha esposa congelou, olhei para o lado e vi a Ju encostada na porta da cozinha assistindo a cena, e a Ju já foi logo dizendo:
- Não parem por minha causa, já sou bem grandinha pra saber que estes assuntos não tem como ser interrompidos.
Minha esposa me tirou de dentro dela e foi pedindo desculpas pra Ju, explicava que não tínhamos conseguido nos controlar e etc. Minha sobrinha, que não tirava o olho do meu pau duro, segurou a mão da minha esposa e disse:
- Meu amor, você está na sua casa e tem mais que trepar o tempo todo mesmo, se o Mar não fosse meu tio não daria sossego pra ele... agora, vou te dar um conselho, não deixaria meu marido sair de casa desse jeito, tem muita safada por aí só esperando pra pegar um homem gostoso de guarda baixo, ou neste caso, de “guarda levantada”. Kkkkkk
Minha esposa sorriu e concordou e então respondeu que iríamos para o quarto terminar nossa transa, mas minha sobrinha protestou:
- Tia, se vocês estavam transando aqui é por que estavam com tesão em transar aqui, eu é que estou invadindo sua casa, se for pro quarto eu vou embora assim que saírem pra trabalhar. Não se incomodem comigo, vou ficar na mesa tomando meu café e vocês tratem de trepar bem gostoso!

Minha esposa me olhou e veio em minha direção, continuava com o pau duro, me beijou e pediu pra chupar sua bucetinha. Confesso que não esperava por isso, minha esposa jamais aceitou fazer qualquer tipo de loucura ou algo mais “provocante” em relação a sexo e estava aceitando transar em frente sua sobrinha de 23 aninhos. Eu estava eufórico. Sentei ela novamente no balcão ao lado da mesa em que nossa sobrinha estava e a chupei, em pouco tempo ela já estava excitada novamente, novamente coloquei ela em pé e debruçada no balcão com o rosto virado para o lado oposto de nossa sobrinha, mas eu a olhei e ela ficava passando a linha nos lábios e acariciava a buceta com uma mão e os peitos com a outra, sem tirar os olhos da Ju comecei a meter na minha esposa que gemia cada vez mais até que falou:
- Vai pauzudo, continua comendo a minha buceta que eu vou gozar.

Logo gemeu mais alto e pediu pra eu gozar também, aumentei o ritmo e olhei pra nossa sobrinha que tirou sua calcinha e abriu sua pernas enquanto se masturbava e gozou em completo silêncio me fazendo explodir em gozo dentro da buceta da minha esposa “sem ver que era com sua sobrinha que eu estava trepando”. A Ju disfarçou e disse:
- Agora tenho certeza que não estou atrapalhando e sorriu.
Minha esposa sem fôlego respondeu enquanto a Ju olhava o meu pau sair da tia dela:
- Obrigada por insistir meu amor, meu dia seria péssimo se não tivesse terminado essa trepada.
Assim que minha esposa falou isso, a Ju deu um pulo da mesa e se enfiou entre nós dois e a abraçou e meu pau foi parar no meio da bunda pelada da Ju que havia tirado a calçinha para nos assistir. Por alguns instantes meu pau ficou deslizando pela bucetinha dela e quase a penetrei quando minha esposa me alcançou para me abraçar junto com nossa sobrinha.
Quando nos separamos e minha esposa me viu de pau duro me deu uma bronca, pois estava “cutucando” nossa sobrinha e subimos para nos trocar, estávamos atrasados.

Continua...


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario notório

notório Comentou em 17/05/2017

Estou gostando e muito do desenrolar desta saga !!! A sobrinha sabe mexer com o libido do titio ! Votado e já vou pra continuação !!!

foto perfil usuario ricardo71

ricardo71 Comentou em 17/05/2017

A cada conto me sinto mais e mais excitado. Essas mulheres são demais.

foto perfil usuario baianosafado13

baianosafado13 Comentou em 01/04/2017

Que sobrinha e esposa. Cara vc tem muita sorte...

foto perfil usuario voyspmen

voyspmen Comentou em 31/03/2017

aproveita as ferias e a viajem, fode ela junto com a esposa, abraços, espero em breve a continuaçaõ

foto perfil usuario kakauzinha

kakauzinha Comentou em 30/03/2017

Delícia!! Votado




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


47321 - Cuidando da esposa do primo (parte 1) - Categoria: Incesto - Votos: 14
47322 - Cuidando da esposa do primo (parte 2) - Categoria: Incesto - Votos: 15
47323 - Cuidando da esposa do primo (parte 3) - Categoria: Incesto - Votos: 14
47324 - Cuidando da esposa do primo (parte 4) - Categoria: Incesto - Votos: 15
47325 - Cuidando da esposa do primo (parte 5 - fim) - Categoria: Incesto - Votos: 15
98738 - Férias... com a sobrinha e mais (Parte 1) - Categoria: Incesto - Votos: 6
100823 - Férias... com a sobrinha e mais (Parte 3) - Categoria: Incesto - Votos: 5
100824 - Férias... com a sobrinha e mais (Parte 4) - Categoria: Incesto - Votos: 6

Ficha do conto

Foto Perfil marcwbbr
marcwbbr

Nome do conto:
Férias... com a sobrinha e mais (Parte 2)

Codigo do conto:
98772

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
30/03/2017

Quant.de Votos:
12

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


Conto erotico sogrinha taradaContosminhamulhewww.fotos porno das velhas bem goatosas dando .com/vai novinhaver porno erotico em quadrinhos negao engravidndo a mulher do cornocoto erotico equadrinho de mae vadiaCANTOS FOTOS EROTICAS DE NEGAO PIROCUDO COM TRAVESTI NOVINHAScontos velha enfermeiracontos erótico.... dona ires e o andarilho 2 quadradinho da crente inocente safada em conto eróticoscontos eroticos o empregado de piça gg me comeufamilia sacana contos filho doentecontos eroticos com vovo e objetosquadrinhos erotico loiracontos foi com muito sacrifício perdi a virgindadeContos eroticos vi meu cunhado cravado no cu da minha mulherconto erotico com velho chupa xotaContos erticos de lia traindo o máridoaminga dormi com a amiga come cu dela enquanto dormiachupadora da advogada, todas as tardes lhe chupa o grelocontos eroticos meus colegas me abusaraoconto chantagem da minha irmacontos eroticos convenci minha mulher a usar um biquine fio denta na praiacontos eroticos fui violentada amei incestoConto erotico garotadei a bucetapromeu filhoSexo de vovôxana piluda cazeiraconto erotico cumi minha subrinha no onibos lotadoGostei no cacetao do meu genrroArrombei minha sogra contoporno diarista abuzou contosultimos contos sadocontos eroticos amigo comendo esposa do cornoponor da travertil da bundona maior di todo mundo I do cu mais glandi e gostozoMostrei minha vagina ao meu pai. Conto eroticocontos erótico ilustrado familiaconto erótico dei o cu quando tinha seis anos para o motorista na garagemcontos eróticos na cadeiasocando a pica na ansãincesto pai fode filha de oito anos depois do balletquadrinhos pornoprimeira vez no clube swing ja virei corno mansoContos eroticos de mamae e filhas gulosas mamando nos pauzao grandao grossao dos cinco filhos numa suruba em casahq porno negaoConto erótico dp na bucetaContos eroticos tia gosta de descabaçou sobrinhojovem comedor das mulheres casadas quadradinho erticodeflorando anoiva no motel com varia garotas pornoPassivo submisso contoconto alex e danielconto erotico acunhada do meu amigo rabuda mete aiiicontos eroticos meu padrinho tirou meu cabaçoconto erotico meu tio safadoconto gay maiterCalcinha da sogracontos de sexo comendo a minha mulher e filha juntasconto erotico carla swing traiçaoconto erotico aposta irmãcontos eróticos gay Dei.Minha Bunda Pro.Amigo Do.Meu Filhohqgayleomar1111contos eróticos as jumentinhas da fazendavirei mulher no carnaval contoconto eroticos casadas no banggang pela primeira vezpai meu amante contoo vendedor de vassouras porno gaycontos eroticos adoro chupa rolaPorno incesto fodendo a força irma conto real erotico angolanochiquititas mosca e duda porno gaycontos casada e a vizinha dando e tomando porraprometeu dar o cuzinho virgem contos eroticosconto erotico em quadrinhõ