Cabaço de mulher casada 2.


Click to Download this video!


Cabaço de mulher casada 2.





Estava atordoado na cama, quando uma mão suave tocou meu rosto e me acordou. Custei a acordar, até que vi aquele rostinho bonito.

- Acorda amorzinho!

Aquela baixinha tinha me detonado e eu só pensava em dormir mais um pouco, começou se aninhar no meu peito como um bichinho. Pensei com meus botões: Acho que ela quer mais!

Levantei e fui ao banheiro, e me dei conta que meu pau estava muito vermelho e esfolado. A baixinha realmente era apertadinha, ri sozinho e me enfiei na ducha.

Meire entrou sorrindo e começou a se olhar no espelho, cara ela é pequena, mas muito gostosa, reparei na bundinha: Arrebitada e redondinha.

Automaticamente comecei a ensaboar meu pau, e não é que falecido reagiu, mesmo esfolado deu sinal de vida. Comecei a elogiar seu corpo e de como ela era apertada, ela respondeu que não era mais menina e na praia atraia os olhares.

Concordei, alem de gostosa a sua bucetinha era muito apertada!

Sai da ducha e comecei agarrá-la por trás, o espelho refletia a nossa imagem; dois amantes nus, o que ela achou lindo!

Eu ainda molhado comecei bolinar aqueles seios pequenos e encoxar aquela bundinha, ela ronronava baixinho, tentei penetrá-la, estava úmida e muito apertada, ela virou-se e disse:

- Não falei que tinha pouco uso.

Rimos bastante e ela em de confissão me disse:

- Nunca ninguém me bateu com o pau na minha cara e gozou.

- Gostou!

- Adorei, mas me deixa tomar um banho que estou gozada por fora e por dentro.

Fiquei no quarto, olhando para o espelho no teto, quando ela me chamou.

- Amorzinho, me passa a toalha!

Entreguei e notei que seus cabelos estavam molhados, me deu um beijo longo e disse que estava apaixonada. Mostrou-me a bucetinha e disse:

- A queridinha esta inchada e ardida, mas estou realizada.

Beijou-me novamente e foi para o quarto, começou a passar hidratante pelo corpo, é muito sensual ver uma mulher passar creme pelo corpo. Fiquei de mastro duro na hora e me propus a ajudá-la, comecei pelas costas e logo já estava com as mãos naquela bunda, comecei a apalpá-la com força e disse no seu ouvido:

- Quero comer sua bundinha.

- Ai, amorzinho dói!

- Não vou devagarzinho, ponho só a cabecinha e se doer paro. (essa é velha, mas todas caem).

- Mas com duas condições: Me chupa outra vez e se doer você para, já tentei uma vez com meu marido, mas doeu!

Cai de boca naquela bucetinha depilada. Chupei, mordisquei o grelinho, ela se contorcia feito cobra, foi quando ouvi um soluço baixinho.

- O que foi?

- Você não sabe o que ficar anos sem gozar.

Beijou-me com lagrimas nos olhos e me pediu:

- Fode a queridinha mais uma vez antes da minha bundinha!

Deitei na cama e ela veio por cima, montou feito joqueta. Meu pau entrou meio justo e ela gemeu...

- Como é duro e grosso!

Subia e descia no seu ritmo, começou a dizer iríamos foder toda semana, senti uma poça no meu púbis não é que a vadia estava gozando. Cavalgava feita louca, parei os movimentos e ordenei, deite-se!

- Amorzinho eu gozei e você?

- Vou gozar agora, vira de ladinho.

Ela começou a ladainha:

- Vai devagar, seu pau esta muito duro, vai me machucar.

Peguei o hidratante e lambuzei aquele rabo, esfreguei bastante e coloquei um dedo naquele cuzinho, ela tentou se esquivar, e eu bem cafajeste disse no seu ouvido:

- Você vai gozar de um jeito diferente, confia em mim.

Laciei aquele cuzinho, primeiro com um dedo e depois com dois dedos, senti que já podia enfiar minha bica naquele cuzinho rosa. Fui colocando na portinha, ela tentou se esquivar, mas aguarei-a com mais força.

Devagarzinho entrou meia pica, ela reclamou:

- Ai, amorzinho ta doendo, tira vai...

Pedi que relaxa-se, não iria enfiar tudo. Passei minha mão esquerda por cima de seu quadril e comecei a dedilhar seu grelinho. Gemia baixinho e me chamou de tarado. Aquilo era muito bom!

Fui me ajeitando e enfiei o resto da pica, ela uivou e começou a falar palavrões:

- Filho da puta, você arrombou meu cu seu tarado!

- Que caralho gostoso seu estuprador, enfia mais!

- Ai, seu puto você tirou o cabaço da minha bunda...

Continuei a brincar com seu grelinho, e ela rebolava, muito lentamente, depois ela era que enfiava o cu no meu pau com muita força!

Soquei a rola e enfiei até as bolas, indo e voltando junto com ela. A clima era de muito tesão, eu atolado dentro dela e brincando com sua bucetinha.

- Amorzinho, cafajeste, filho da puta me rasga!

Soquei com mais força ainda, ela teve um espasmo e gozamos juntos. As suas pernas tremiam e seu cuzinho pulsava no meu pau, o cheiro de sexo inundou o quarto. Tirei minha pica devagar e a porra começou a escorrer do seu rabo.

Depois de alguns minutos desfalecidos ela me acordou com um beijo na boca e me disse:

- Amorzinho, te amo! Nunca gozei assim!

- Não falei que você ia gostar...

- Gozei pela queridinha e pelo rabo, não sabia que era tão bom!

- Você é muito gostosa.

Nos beijamos apaixonadamente, e com a calcinha limpou meu pau, sua buceta e o cuzinho.

Perguntei o porque e ela me respondeu:

- Vou vesti-la na hora de ir embora, ai eu fico com nosso cheiro.

Vesti-se com a calcinha lambuzada e fomos embora. Deixe-a no estacionamento do super mercado...

Até hoje pelo menos uma vez por mês trepamos muito, ainda esta casada e não dispensa uma foda no cuzinho.






Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


7597 - Cabaço de mulher casada 1. - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
7647 - Jogando o Dado... - Categoria: Incesto - Votos: 3
7648 - Roleta Russa - Categoria: Incesto - Votos: 3
7649 - Dedo no Gatilho - Categoria: Incesto - Votos: 4
7650 - Xadrez - Categoria: Incesto - Votos: 3
7652 - Jogos de Guerra - Categoria: Incesto - Votos: 3
7653 - Day after - Categoria: Incesto - Votos: 3
7654 - A tal da Cadeira. - Categoria: Incesto - Votos: 3
7860 - A tal da cadeira 2. - Categoria: Incesto - Votos: 2
12867 - Visita intima 1 - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
12868 - Visita intima 2 - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
13177 - O Ultimo Cliente - Categoria: Heterosexual - Votos: 3

Ficha do conto

Foto Perfil ricx
ricx

Nome do conto:
Cabaço de mulher casada 2.

Codigo do conto:
7725

Categoria:
Heterosexual

Data da Publicação:
12/04/2006

Quant.de Votos:
3

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


conto comi minha esposa e um casal bixesualv contos porno filhoboy gay passivo querendo rola contoCdzinha no trabalho conto eróticoMarido.duvido que esposa daria pra.pauzudo e viro corno videoconto eroticos minha mulher tomando banho na casa do vizinhomulher do pinguelo grande conto eroticoporno zoofilia enchendo um copo com porra de cavaloultimos contos sadocontoseroticosdpconto erotico de vizinhacontos erotico-querendo vocêdei meu cuzinho poquer meu marido nao fodia porncontos eroticos sogro 2017conto acordei com meu filho chupando minha bucetamae fica olha afilha de calsinha cabando chundo elaa senzala hq eróticomeu pai é crosdresser conto eróticoporno brasileiro titia da o cuzinho apedadihoconto erotico gay com goianosConto reas rasgaran ucuzinho virgem da minha mulher na minha frentecontos eroticos meu irmaozinho dormindomeu primo tirou minha cueca e cheirou minha rolaconto erotico dormindoFlagrei minha tia de calcinhaporno quadrinhosconto eurotico amigo bumbudoler contos erotico de xoxotinhas picaconto erotico mamando no instrutor da auto escolaseiren historias das igrejas pornoconto erotico irmazinha virgemcalcinhas de npvinhas meladimhasfoto de pornô negra caçando arreganhada de saiaconto erotico fio dentalminha tia gostosa dando para mim com 22 centímetros contoschantagem comi a minha irma mulhe gravida sfd fzd sx com medicoContos Eróticos. de Minha Madrinha Veracontos eróticos de afilhadinhas novinhas dando bucetinha a troco de dinheirofoto de homem mijano gostosocontos eroticosco fotos de belem do paracontoerotico filha paippadrasto meleca a buceta da enteada todinha contos fila de caralhoscontos eroticos padres e zoofiliaConto Erotico Sonhava com a cunhada, desvirginei a sobrinha iimenor foyandocomeu a prima no mato porn mozcasa de swing porno contoeu minha mulher e nossa vizinha contos eroticosFoto contos eroticos tia dando próprio sobrinhofilha novinha cobros eróticoqual hq erotica porno que o filho lucas come a empregada domesticaquadrinho erotico africaConto: comendo a estágiária virgemXVídeos gay boa f*** mototáxi comendo um gayporno transando com a sogra gordaContos Heroticos PeladoContos erótico feminino de chefearte de incestocontos eroticos com o amigo do meu filho 2017mijei dentro do cu conto porno5 sado contos eroticoscontos erotico minha filha doênte mentalnovinhas virgens viciadas em transa com cachorros pistoludosConto erótico surpreendendo a mamãe no banheiroconto vendo meu cu baratinhocorninho hormonios femininos conto eroticoconto erotico gemeas putinhasConto erotico sogrinha taradamulher massageando a bundinha Pintadinha com a calcinha fio-dentalela estava me arrombando conto erotico cu cornowww.xvidio ponheta na mulher madoracontos eroticos aronbaram o cu da japinha no onibuscontos eróticos, Swely Dadeira[email protected]porn contos eroticos toda noite amarrada e usada no barconto sobrinha legalOs carreteiros gay peludos