Eu e minha mãe fomos seduzidas pelo Pedreiro Negão


Click to Download this video!


Olá pessoal. Meu nome é Andressa. Tenho 18 anos e o que eu vou contar agora aconteceu comigo e a minha mãe, Angela Maria, 32 anos. Até hoje guardei isso comigo em segredo. Sou filha única. Moramos em Assis, cidade do interior de SP, entre Ourinhos e Presidente Prudente. Meus pais são muito bacanas. Meu pai é pastor de uma igreja evangélica (não vou identificar para a igreja por motivos óbvios). Minha mãe é pedagoga. Eu sou bem a mistura dos 2. Morena clarinha, quase branca. Já a minha mãe é branca. Tem a pele clara e é uma mulher bonita vistosa e que chama a atenção. Meus pais fizeram uma reforma aqui em casa. Troca de alguns pisos e revestimentos. Meu pai acertou o serviço com um senhor indicado por um amigo comerciante. Este senhor, que ser chama Antonio tinha cerca de 58 ou 60 anos. Um negro alto, mais ou menos 1,80 m, de aspecto rude, com uma certa barriga (daquelas de quem bebe cerveja) e, sempre, com a barba por fazer. Ele se expressava de maneira errada, desmontando que ser pouco letrado. No dia combinado ele veio trabalhar. A reforma começou e tudo ia bem. Eu estudava de manhã e a minha mãe dava aulas, também de manhã. Meu pai ficava em casa na parte da manhã. A tarde minha mãe e eu ficávamos em casa e ele trabalhando na reforma. Numa tarde, sem querer, vi o seu Antonio olhando bem para a minha mãe. Ela estava de costa a não viu ele olhando para ela. Depois que olhou passou perto de onde eu estava dizendo que: ‘essa dona Sonia é muito boa e que tinha uns peitos gostosos e que faria uma loucura para comer essa mulher e que achava que ela não devia ser bem comida pelo meu pai. Vi que ele esfregava a mão por cima da calça na parte do cacete, que estava duro por causa dela. Mas logo voltou a trabalhar. Acho que ele deve ter lembrado que meu pai é pastor e que eu estava sempre em casa e por perto. Contei pra minha mãe e ela disse que falaria para o meu pai. Para eu ficar tranqüila que ela ia conversar com o meu para chamar a atenção dele e que tudo ficaria bem. Minha mãe trocou de roupa e mais tarde ofereceu lanche ao seu Antonio. Botou um vestido um pouco mais curto e colado. Seu Antonio lanchou com os olhos grudados em minha mãe. Ela percebeu e perguntou se havia algum problema com a roupa dela, se o vestido estava sujo. Ele não disse nada. Comeu o lanche e agradeceu. Vi quando a minha mãe foi, com um certo sorriso no rosto, para o quarto dela. E, depois, fiquei sabendo que ela não contou nada para o meu pai. No dia seguinte foi a mesma coisa dos outros dias. Fui para a escola. Minha mãe foi trabalhar e meu pai ficou em casa com o pedreiro. Quando voltei da escola a minha mãe já estava em casa. Disse que sentiu uma dor de cabeça e saiu mais cedo. Fazia calor ela estava de bermuda e camiseta. Almoçamos e o meu pai saiu para uma reunião. Por volta 1 da tarde o seu Antonio voltou do almoço e continuou a colocar o piso. Minha mãe de vez em quando ia lá ver o serviço e perguntava algumas coisa. Seu Antonio parava para responder e ficava olhando para ela. Olhava mesmo. Ele era do tipo atrevido. Daquele que olha a mulher de cima até embaixo e encara. Minha mãe não se importava. Parecia até que gostava. Não lembro bem, mas acho que por volta de umas 4 hs da tarde o seu Antonio pediu água. Minha mãe foi levar. Ele tava abaixado colocando piso. Ela foi com o copo d’água e se abaixou perto dele. Ele tomava a água e olhava para ela. Ela se desequilibrou e, para não cair se apoiou na perna dele. E quase o abraçou. Ele não perdeu a viagem e meteu a mão em um dos peitos dela. Ela perguntou: O que é isso seu Antonio? Ele, com a cara mais lavada disse: não agüentei. Fazia dias que queria fazer isso. Vou terminar o serviço por hoje. Minha mãe se levantou e foi para a cozinha. Algo aconteceu em mim. Senti vontade que ele tivesse pego em mim assim, mesmo eu não tendo feito sexo ainda. No dia seguinte Tudo estava indo normal. Mas eu precisei sair para encontrar com duas amigas do colégio. Teríamos que fazer um trabalho em grupo e precisávamos combinar como seria e a conseguir materiais para o trabalho. Meu pai teve outra reunião e não estava em casa. Minha mãe foi me levar de carro na casa de uma das amigas e disse que não precisava ter pressa em voltar. Mas a outra amiga não foi e não pudemos fazer muita coisa. A mãe da minha amiga me levou de volta e me deixou no portão de casa. Só foi embora depois que eu entrei pelo portão. Entrei e achei algo estranho. Minha mãe não foi ao meu encontro e o seu Antonio não estava cortando piso com aquela máquina barulhenta. Fui até o meu quarto e troquei de roupa. Coloquei um Vestidinho soltinho e continuei com a mesma calcinha. O silencio continuou e fui ver porque estava assim. Olhei e não vi minha mãe e nem o pedreiro. Fui para o quintal e nada deles. Olhei para a edícula e vi a porta entreaberta fui em direção e ouvi a minha mãe dizer: É grande mesmo. Mas, tem cheiro forte. A voz vinha do quarto vazia da edícula. A porta do quarto estava pela metade e eu vi os dois lá. Minha mãe olhando e pegando no cacete do seu Antonio. Vi aquilo e fiquei assustada. Primeiro porque não esperava de ver aminha mãe vendo e segurando o cacete de um outro homem. De um homem velho e mais feio que meu pai. E pelo tamanho daquele cacete preto grande e bem duro. Ouvi a minha mãe dizer que estava bom que ela já tinha visto, pego e cheirado o cacete dele, para recordar do cacete do negro maduro que a Bolinou quando era adolescente e que ela sonhava ver de novo. Ele disse: aí é que Vc se engana! Não vou ficar aqui e assim com o cacete duro e querendo te foder. Agora é a minha vez. Quero ver Vc nuazinha e Vc vai me chupar até eu gozar. Ela foi firme e disse, já se levantando: seu Antonio o senhor tem serviço por fazer e meu marido e minha filha estão por voltar pra casa. O seu marido sempre volta depois que eu já fui e sua filha Vc vai buscar ela lá. Ele a segurou pelo braço e disse. Tire sua roupa. Vou ver Vc nua e Vc vai me chupar até eu gozar, nem que eu tenha que fazer uma loucura aqui. Que loucura, perguntou ela assustada. Te encher de porrada e te foder a força. Duvida? Segurou ela com mais foca e levantou o outro braço como se fosse bater nela. Minha mãe disse ta bem. Não precisa me bater. Eu faço. Ela mesma tirou a sua roupa. Ela já estava nu. Ele olhou tudo e foi coma boca nos peitos dela. Que mulherão! Que potranca branca! Beijou. Mordeu. Chupou. Depois foi para a boceta dela e fez a mesma coisa minha mãe chorava e pedi para ele parar. Ele nem ligava. Se levantou e com o cacete na mão disse: agora chupa aqui. Ela chorando disse: Não. Não vou fazer isso, traí meu marido. Vai sim. Estou mandando. Ou faz ou eu te bato muito. Deu um tapa nela. Ela se abaixou e chupou, com nojo. Ele segurava ela pelos cabelos e forçava ele a chupar mais. Fez ela parar e disse para ela levantar. Minha mãe achou e que havia terminado. Mas ele a levou de encontro a parede. Minha mãe de pé de frente para a parede. Ela fez ela colocar as mãos na parede e empinar o corpo. A bunda dela ficou empinada. Quase de quatro e ele pincelou o cacete na entrada da boceta dela e estocou com força pra dentro dela. Minha mãe quis gritar de dor, mas ele colocou a mãe em sua boca tapando o seu grito. Ela chorava. Eu ouvia o seu choro e ele como um garanhão fodia a sua boceta sem dó. Fez isso até que gozou. Saiu de dentro dela e disse agora sim. Serviço feito! Serviço completo. Achou que ia me ver pegar e pronto? Nada disso.! Puta branca eu como assim! Agora vou voltar para o serviço. Se quiser pode falar com o seu marido. Tentei sair antes dele me ver. Corri. Mas, ele me viu entrando pela porta da cozinha isso eu fiquei sabendo depois). 2 dias depois ele terminou o serviço e foi. Ficaram algumas ferramentas e Le disse ao meu pai que voltaria para pegar. Na semana seguinte eu estava sozinha em casa. Minha mãe teve uma reunião na escola e meu pai tinha ido ao banco. Seu Antonio bateu no portão e eu fui atender. Ele disse que tinha ido pegar as Ferramentas e que logo iria embora. Eu já sabia e deixei ele entrar. Ele pegou e guardo estava saindo pediu água, Eu fui dar ele bebeu e me perguntou: o que vc viu naquela tarde/ perguntei: que tarde? O que vc viu lá na edícula no dia que vc foi fazer trabalho da escola. Eu disse nada. Ele disse viu sim! Eu vi Vc ali na sala da edícula e depois vi Vc saindo daqui e entrando pelo cozinha de sua casa. Eu corei. Ele perguntou outra vez: o que Vc viu? Vi Vc Nua e a minha mãe também. Vi tudo! Gostou? Me assustei. Achei muito grande. Achou? Pronto seu Antonio pode ir. Não menina. Vc vai ver ele de perto também igual atua mãe. Vai ver vai pegar e vai Cheirar. Não! Vai sim! Mal ele disse isso me pegou e me prendeu com os braços. Tirou o meu vestido e me deixou de calcinha. Passou a mão grande e grossa na minha bocetinha e na bunda, por cima da cacinha. Rasgou a minha calcinha e pois no bolso. Lambeu meu rosto. Lambeu meus peitos bem pequenos. Lambeu a minha bocetinha, Cheirou. Botou o cacete pra fora e me fez ver. Pegar. Cheirar. E beijar. Fechou a calça. Pegou suas coisas e Foi saindo. Tal mãe. Tal filha. Uma eu currei e fodi a outra eu bolinei. E foi exatamente assim que aconteceu. Seu Antonio, um pedreira negro e maduro. Abusou da minha mãe de mim aqui em nossa casa. Até hoje meu pai não sabe de nada disso. É um segredo velado meu e da minha mãe.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario goncalencesex

goncalencesex Comentou em 20/12/2016

Uma delicia de relato. E segredo que vcs adorarão. rsrsrsrsrsrsrs

foto perfil usuario maysoujun

maysoujun Comentou em 10/12/2016

sempre que em casa as coisas não funcionam tem alguem pra solicionar tudo. muito bom.

foto perfil usuario cesar imperador

cesar imperador Comentou em 13/04/2016

esses contos de sedução de negros com mulheres brancas é muito show!

foto perfil usuario purtzcasado

purtzcasado Comentou em 21/01/2013

oi linda sou de Fortaleza, segurança de uma multinacional e negao e gostaria muito.de lhe conhecer topa meu email purtzcasado.

foto perfil usuario joaquimdog

joaquimdog Comentou em 14/01/2013

que conto lindo, parabéns

foto perfil usuario negaosafado23cm

negaosafado23cm Comentou em 02/01/2013

MUITO BOM SEU CONTO VIU! SE VC TIVER MSN MIM ADD NEGAO.SAFADO23CM

foto perfil usuario erectus

erectus Comentou em 30/12/2012

andressa sua mae gostou? deve ter repetido a dose sem vc saber ou foi vc que procurou o pedreiro para terminar o serviço nas duas..depois conte de novo o fim dessa historia principalmente da sua mae gostosa. bjs

foto perfil usuario

Comentou em 27/12/2012

a lindinha, mas vc queria ok? Sua mãe provocou o coitado do cara. Pedir pr pegar no pau, e cheirar .pr matar a saudade do passado e depois não quiz dar pr o cara. Ai não tem macho que aguenta. Vc tudo bem, não provocou ele. Mas sua mãe sim. Bjos linda isso passa . Votei viu ?

foto perfil usuario contos&reais

contos&reais Comentou em 27/12/2012

que safadas hehe... tiozao se deu bem nessa...

foto perfil usuario

Comentou em 27/12/2012

Conto delicioso, bem escrito e rico em detalhes excitantes...tens mais um voto!! bjs!!

foto perfil usuario aventura.ctba

aventura.ctba Comentou em 27/12/2012

Muito excitante, gozei bem gostoso com o dedo na minha bucetinha me masturbando enquanto lia seu conto. Teve meu voto com louvor. Leia meus contos, comente e vote nos que te agradar. Eu e meu marito temos vários neste site, estou aguardando sua visita na minha pg ok lindinha? Ângela: Casal aventura.ctba

foto perfil usuario gatoreno

gatoreno Comentou em 27/12/2012

ADOREI BELO CONTO SÓ FALTOU ELE QUEBRAR SEU CABACINHO ESPERO MAIS CONTOS GOSTOSOS SEUS BJS

foto perfil usuario perola negra

perola negra Comentou em 27/12/2012

Nossa, meu voto é seu ... Gozei kkkkk estarei aguardando a continuacao

foto perfil usuario jrbianca

jrbianca Comentou em 26/12/2012

vc é um tesao...uma safadinha....leia todos meus contos...e descobrira que uma mulher pode ser safada e ainda casar e ser feliz tendo um marido e faze-lo de corno...assumido ou enrustico igual a tua mãe.... eu prefiro ser assumido...leia meus contos e comente beijos linda jr..

foto perfil usuario mak19x5

mak19x5 Comentou em 26/12/2012

BELO CONTO TEM MEU VOTO

foto perfil usuario terranova

terranova Comentou em 26/12/2012

Seu texto me deixou excitado, meus parabéns...Quero ler mais textos assim...,bye

foto perfil usuario

Comentou em 26/12/2012

VOTEI Leia e comente meus contos mais lidos, vote se gostar 20812 TIREI CABAÇO E SELO DO CU, LEVEI DEDADA ........lido 12176 19785 FOI ARRUMAR CASA, PERDEU CABAÇO PREGAS ..... lido 9865 22313 NAMORADA CONTOU COMO FICOU SEM PREGAS ... lido 5918 18838 COMER CU BEM COMIDO ............................... .. lido 4485 18633 MARIDO NÃO USA, AI NÃO É TRAIÇÃO ................ lido 3452

foto perfil usuario

Comentou em 26/12/2012

PONTUAÇÃO Para escrever contos ou outros trabalhos, faço na pagina do meu PC no Microsoft Word, que tem corretor ortográfico que corrige eventual erro de digitação, concordância, pontuação, eu escrevo, leio, faço duas ou três revisões, e correções antes de postar. Na NET, não gasta papel, e para facilitar a leitura, de 2 enter após o ponto, use e abuse dos espaços e dos parágrafos

foto perfil usuario

Comentou em 26/12/2012

Muito bom Andressa. Parabéns, ganhou meu voto

foto perfil usuario neneh

neneh Comentou em 26/12/2012

muito bom seu relato pelo vce e sua mae devem ser muito gostosas bjos




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


23765 - A reforma em casa - Categoria: Interrraciais - Votos: 35
24507 - O Técnico de TV Negro Maduro - Categoria: Interrraciais - Votos: 36
24614 - Um mendigo negro e maduro em minha porta - Categoria: Interrraciais - Votos: 70
93056 - O EMPREGO TEMPORÁRIO DE ANDRESSA - Categoria: Interrraciais - Votos: 10
93104 - O EMPREGO TEMPORÁRIO DE ANDRESSA - ÚLTIMA PARTE - Categoria: Interrraciais - Votos: 1
93109 - ANDRESSA E O PRETO VELHO SINDICALISTA - Parte 2 - Categoria: Interrraciais - Votos: 5
93110 - ANDRESSA E O PRETO VELHO SINDICALISTA - Parte 3 - Categoria: Interrraciais - Votos: 6
93116 - ANDRESSA E O PRETO VELHO SINDICALISTA - Parte 4 - Categoria: Interrraciais - Votos: 4
93172 - ANDRESSA E O PRETO VELHO SINDICALISTA - Parte 1 - Categoria: Interrraciais - Votos: 10

Ficha do conto

Foto Perfil andressa1998
andressafragoso

Nome do conto:
Eu e minha mãe fomos seduzidas pelo Pedreiro Negão

Codigo do conto:
23732

Categoria:
Interrraciais

Data da Publicação:
25/12/2012

Quant.de Votos:
49

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


conto erotico mamando no instrutor da auto escolahentai+cunhadaquadrinhos eroticos filhotarado emgravidou sua propia maecontos eroticos mulher casada do seu primeiro orgasmosexo gay conto erotico gay chiquititaspenis dos negros imagemflagou a mulher trasandovideos pornô Pinto Grosso e incerta apertadaconto erotico de enteada rabuda e novinhacontos eroticos as amiguinhas da minha esposacontos erotico comi minha sobrinha que foi dormir la em casacontos-meu cuzinho contraindo no teu pauconto erotico com foto dividindo a esposa com amigo dotadoAi ai meu cu conto incestocontos de vovozinhas dando o rabocontos fiquei doida incesto filhoconto sexo aiii uiii rasga mete aiii proibidoviuva de 25 gosando e mijandocenoura conto heroticoputinhas do papaiconto erotico sarcasticocontoeroticodfnovinhasafadacontoContos fudendo com professor coroa gordo dlccontos gay motoristaminha sobrinha veio dormir na minha casa Contos eroticos com fotos de podolatria com a professoravidio porno negro a desvirginar nifetinhaspica grossasem pentelho contosbolas loiros peludos gaypai meu amante contovelhascontoseroticosMeu funcionario da minha empresa ele era gay eu levei ele pro motel conto eroticoconto casal de novinhos e o velho taradoconto erotico evangelica gravidaquadrinhos eroticos huge coockscontos eroticos gay dei para o meu tio sarado em uma viajemultimos contos sadopapai descabačando fililha hertaifilho come. mulher pelada de costa dormindo bebadacontos de filhas dando pros paisconto erótico gay amigos da famíliacontos eróticos fui o prato dos amigos do marido no natalconto erotico ze neto come o cu da sogratravestis dotadasContos eróticos eu minha mulher e um velho contocontos erotico da mulher que deu po kachorro labradorConto etpticocontos eroticos genro sortudo sogra pede roladesenhos animados gay gibi sexoquadrinhos eróticos - sogra da sobrinharola no cuhistoriadormindo na mesma cama que mae e o padrasto conto eroticofilme porno gay estudando na casa do amigonora safadas descobri que sogro tem a pica enormequadrinho flexpunheteirahentaltarado por bunda gayconto eroticoContos eroticos enrabada na favelacontogaypornocontos erotico pedreiro negro comeu minha mulhertodo tipo de contos eroticos com os motoristas particularvizinha gosta de Leitinho contoconto familia da esposa nudistacontos vovóeróticoshentai porno incesto eu minha mae e minha irmacontoeroticodfContos erotico com mim enteada novinhameu amante tem uma rola emorme me deixa toda inchada contoscontos eróticos cdzinha na rua pela primeira vezsedutoras e marrentas parte 4 contos eroticosquadrinhos eróticosdei pro meu filhoContos erótico dei meu cu no estacionamentoquadrinhos gay porndormindo sem calcinha contocontos gay pegando novinhocume menina de buceta pequena contosporno contos eroticos comi minha maeputas de 4